segunda-feira, 14 de abril de 2008

Capitulo II- Como Tudo se Preparou para começar.


Já jantado, as coisas para mim tornam-se mais faceís, porque a comida é algo que me faz muita falta. Partindo da ideia de fome e de comida, faço o discurso introdutório a materialização do desejo de estagiar, referindo a minha estadia de erasmus, foi uma estadia agradável, prazeroza....e isso teve extrema influência na minha escolha para estágio, não podia ser uma coisa muito puxada, tinha de ser algo agradável, com contornos redondamente influentes, algo novo, inteligente, alvo das meus gostos mais requintados. Sendo assim, como qq estudante de erasmus faz tive de tratar da minha vida o mais rapidamente possivel, ou seja, duas semanas depois de estar em vila real, decidi tomar a decisão, não de escolher, mas de começar a pensar, e pensei, e decidi, bem não consigo decidir nada, dessa forma decidi ir á nossa coordenadora, onde todos os alunos recorrem qd sentem alguma dificuldade...


ser coordenador de curso é algo que deve deixar qq professor alegre e orgulhoso por ter sido escolhido pelos seus professores, é acima de tudo, uma pessoa...e....um professor que se preocupa com as mais variadissimas duvidas dos seus alunos e as resolve logo, rapidissimo, o nosso curso é algo fantasttico em relaçao a isso, e todos sabemos que toma as melhores decisões....pq o nosso lema é "qd precisamos ....nós unimo-nos"...exemplo disso é a união de todos os anos na altura das praxes, onde cada ano leva para casa e tenta comer o maximo de caloiras possivel....nenhum curso é tao intenso como biologia, pq no nosso curso a palavra "amor" chega desde muito cedo aos ouvidos de quem entra....

Essa palavra nunca ouvi desde que estou em vila real, ouvi muitas vezes, não consigo, ou...."tens de ir"!!

Fui ao gabinete da coordenadora mas ela para meu espanto não me ajudou em nada, não sei, o que se terá passado, pensei interiormente que a culpa teria sido minha, como estaria a minha apresentação, teria sido mal educado...não sei......mas lá ao lado estava a professora amélia que eu gosto bastante pq nunca me disse nada em relação a ir bebado para aulas de biofisica...e disse assim por alto....que tinha uma vizinha.....

PRONTO, fiquei logo interessado, a palavra vizinha é algo que suscita atenção todos nós temos uma vizinha, e sabemos sempre alguma coisa da vizinha, NÓS GOSTAMOS DE VIZINHAS...."que estuda toxoplasmose", continuou.....o nome como está agora a provocar a quem o lê suscita um...... "ahhhhhhh" interessante, e foi assim .....pensei logo: é isto que eu quero, mas primeiro vou falar com a tal dra.... passou-se mais uma semana....foi rapido...entre são gonçalo, travian e ziritica...tudo passa rapido.
Fui então ao ciência agrárias onde encontrei claro está : o fernando a brincar com o mesmo cão de sempre, a atiça-lo com o pé....tudo parecia familiar, excepto amigos meus de bata no café a comer.

Fui ter com a tal dra e fiquei....entusiasmado com a simpatia do tema, com os pontos de orientação do estágio e com a sensação que me fazia aumentar os batmentos cardiacos por saber que finalmente ia trabalhar ou vir a trabalha em algo que tinha tão pouca experiencia....ou seja, parasitologia. Nem me preocupou tentar arranjar algo que fosse 3 em 1 ou seja, estágio, mestrado e boas notas, não me preocupei com isso.

Apenas me preocupei em ser feliz, que é o que eu me preocupo sempre, em todos os locais, desde varandas a autocarros da andromeda e rodonorte, passando por cafés de queima e casas abandonadas.




2 comentários:

GHAFA disse...

Eu já desisti em tratar de certos e determinados assuntos ... MESMO!!!!!

Tiago Pedrosa disse...

Acho mal, não teres arranjado um estágio tipo shampoo, sempre tinhas mais tempo para ti no final quando enxaguasses a cabeça e a espuma saisse